Posted in Ciência e filosofia

Stephen Hawking diz que a inteligência artificial dominará o mundo

Stephen Hawking diz que a inteligência artificial dominará o mundo Posted on Novembro 23, 2017Leave a comment

Nós não podemos prever o que seremos capazes de alcançar quando o nosso próprio intelecto for ampliado pela inteligência artificial

Publicidade

Aconteceu na última segunda-feira(06/11), em Lisboa, a maior conferência internacional de tecnologia da Europa. O renomado físico Stephen Hawking foi convidado para poder fazer uma teleconferência e expor sua visão acerca do avanço tecnológico que estamos vivendo.  Hawking  faz colocações interessantes que nos faz pensar: seria a inteligência artificial a melhor ou pior invenção que o homem criou?

Publicidade

Seria ela a pior das armas criadas? Hawking também comenta que talvez a inteligência artificial possa erradicar terríveis doenças que antes era inimaginável encontrar uma solução, para ele, podemos estar vivendo a beira de um admirável mundo novo. Entre possibilidades de construir um novo mundo, como, também probabilidades de destruí-lo, dependerá das intenções de poder das classes mais ricas que estão a frente dessas tecnologias.

Publicidade

“A inteligência artificial é a maior invenção da história da civilização.”

De acordo com Paddy Cosgrave, fundador  da Web Summit,  a tecnologia está desconstruindo tudo aquilo que um dia foi solidificado como verdadeiro, como único, como sublime, isto é, o trabalho, a política, a nossa convivência social, tudo está em um processo muito rápido de mudança, até a nossa própria percepção sobre nós mesmos.  Ao mesmo tempo que toda essa mudança nos provoca o ânimo, ela também provoca grande pavor. Como diz Stephen Hawking: “não sabemos qual será o resultado que essa tecnologia nos levará, o futuro é promissor, mas é incerto.”

Ele esclarece que nós precisamos ficar atentos em relação aos possíveis riscos , identificando-os precisamente e em seguida, aplicar as melhores práticas de gestão, para não entrarmos em um verdadeiro colapso.

Sem sombra de dúvida a tecnologia já tornou-se praticamente um membro técnico de nosso corpo, a prova disso é nosso celular pessoal  ( grifo nosso)

Por fim, Stephen Hawking finaliza dizendo que o momento é de ação. Devemos sair da zona teórica que pensa apenas no que a inteligência artificial provocará, é necessária ação estratégica. De uma forma ou de outra ela nos afetará, a pergunta mais importante é: o que fazer?

Por: O Martelo de Nietzsche 

 

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *