Posted in Análise Filosófica Texto Crítico

Entenda a visão real de Nietzsche em relação a mulher

Entenda a visão real de Nietzsche em relação a mulher Posted on Novembro 30, 20173 Comments

“O homem que vê mal vê sempre menos do que aquilo que há para ver; o homem que ouve mal ouve sempre algo mais do que aquilo que há para ouvir“.  Nietzsche, Humano, Demasiado Humano.

Publicidade

Nietzsche não é para incultos.

Publicidade

Muitos são os equívocos que se falam sobre o que Nietzsche pensava sobre a mulher, normalmente a visão de machista vem de pessoas que leem apenas aforismos soltos, fora de um contexto completo de suas obras. Se você usar sentenças, pensamentos ou textos soltos de qualquer filosofo, sem levar em consideração uma série de fatores necessários para a compreensão, como contexto histórico, momento de vida do autor, corrente filosófica da época, etc.., você estará cometendo um grave engano em relação as ideias reais a filosofia do pensador em questão.

Um exemplo disso é o que Nietzsche fala sobre o cristianismo em diversas obras criticando acidamente. No entanto, Se você  ler “A Vontade de Potência“, que é  um livro feito como coleção de frases e pensamentos recolhidos pela irmã de Nietzsche,(que o mesmo tinha abandonado) lançado após a sua morte, você encontrará diversos textos, que por vezes não se encontram, em âmbito conceitual.

Nessa obra póstuma, é possível encontrar textos onde Nietzsche elogia o cristianismo protestante de Lutero. Agora você poderá pegar essa “opinião de Nietzsche” e usar como um refúgio para dizer que ele era cristão? Ou até mesmo tentar usar a reverência que ele tinha ao cristão ortodoxo Dostoiévski ?Não! É preciso entender o contexto.

“A mulher pequena não pode ser bela”

Quando Nietzsche direciona uma crítica a mulher, ele está se referindo a “mulher” como um tipo de fraco,  isto é, tal como o cristão, o doente,  os últimos homens, em outras palavras, ele está se referindo a tipologia de fraco. É muito comum leitores leigos ou leitores de meros aforismos soltos, pensar que Nietzsche é apenas um arrogante, machista, e que lançou críticas a mulher, apenas por ter sido rejeitado por sua grande paixão Lou Salomé.

Publicidade

O fraco e o forte

Na tipologia  do fraco, cabe  o conceito de pequeno, ou melhor dizendo: o individuo com uma mente limitada. Para entender melhor essa critica de Nietzsche em relação a mulher é preciso entender a maneira como Nietzsche filosofa, que é totalmente diferente dos outros filósofos. Ele não lança seus livros como tratados dissertativos para justificar uma ideia. Ele é o mestre da suspeita, e age com ataques estratégicos.

Em Zaratustra, por exemplo, quando ele sai da montanha, com a finalidade de fazer uma visita aos homens e verificar o que eles estavam fazendo ou o que eles tinham se tornado,  Zaratustra é pego de surpresa,  encontra casinhas tão pequenas com muros baixos, portões pequenos, tudo muito minúsculo, inferior, baixo, ou seja, Nietzsche está fazendo uma alusão à pequenez humana.

Quando o homem passou a ser homem, ele tornou-se pequeno, caminhando para uma direção pequena, medíocre, inumana. Para uma direção contrária aos instintos naturais. É dentro dessa tipologia de pequeno que Nietzsche lança suas críticas ácidas a mulher.

Nietzsche faz essa tipologia de “fraco e forte” para depois mostrar como aparece a linguagem na sociedade, como que a moral entra na linguagem, e como que isso irá dar um tipo de base para a metafísica, no qual era a sua verdadeira finalidade.

Portanto, a “mulher pequena” em Nietzsche, não é nenhum juízo de valor do filósofo em relação à mulher como sujeito, e sim, a representatividade desse signo linguístico na sociedade.

Para você poder compreender um pouco melhor as ideias e a forma como Nietzsche filosofava. Indicamos que assista o vídeo abaixo com uma das maiores especialistas em Nietzsche: Scarlett Martton.

Por: O Martelo de Nietzsche

Comments

comments

3 comments

  1. Tenho acompanhado O Martelo de Nietzsche, e gostado muito dos textos. Confesso não ser um conhecedor da Obra de Nietzsche, más sempre achei limitada algumas críticas direcionadas a ele e a seus escritos.
    Quanto ao texto, achei bastante esclarecedor e me despertou a curiosidade e o interesse em ler e conhecer mais de Nietzsche.

  2. Sou uma nova leitora de Nietzsche, porém, vejo muitos videos de professores e entrevistas de professores especializados e já ouvi um professor dizer que a irmã dele deturpou seus textos após sua morte, por isso não vejo com tanta confiança esses textos, como dizer que ele elogiou o protestantismo luterano, fica a dúvida. Já em relação a mulher acredito ser isso mesmo.

    1. Sim, é verdade ela deturpou alguns conceitos de Nietzsche e muitos deles já foram esclarecidos, contudo, muitas pessoas ainda insistem em dizer que são de autoria de Nietzsche.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *