Posted in Análise Filosófica política

Pátria Armada -Os perigos do avanço do conservadorismo no Brasil

Pátria Armada -Os perigos do avanço do conservadorismo no Brasil Posted on Dezembro 1, 20172 Comments

Com um Batalhão de Choque da Polícia Militar no plenário,  conforme você pode ver na foto, fazendo com escudos a separação entre as cadeiras onde fica o público e as mesas dos deputados, foi aprovada de forma rápida e em segunda votação dessa última terça-feira (28) o projeto de reforma do sistema previdenciário de Mato Grosso do Sul. De acordo com o governo o texto segue agora para a sanção do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Publicidade

Esse episódio e tantos outros, nos faz pensar sobre o perigo do avanço das ideias conservadoras no Brasil.

Publicidade

Antes de começarmos a falar sobre os perigos do conservadorismo no Brasil é preciso entender: o que é ser conservador ? Sobre que perspectiva nós vemos essa linha de pensamento e por que ela é um perigo? Nietzsche em seu livro “O Anticristo” lançou uma maldição ao cristianismo, declarando-se publicamente como o inimigo número um dessa religião que dominou o mundo ocidental, e que segundo ele, injetou no mundo ocidental com a “moralina”.

Ele lançou além da uma maldição ao cristianismo, no que tange, a sua forma decadente de ver a vida, várias críticas duríssimas. No qual você pode conferir em livros como “A Gaia Ciência”, “Além do Bem e do Mal”, “Humano, Demasiado, Humano”, “Assim falou Zaratustra”, “Genealogia da Moral”,  em quase todas suas obras.

Como Nietzsche já anunciava em “A gaia Ciência”  sobre “a sombra de Deus”, em relação ao permanência dessas ideias que iriam nos acompanhar enquanto não estivessem resolvidas na sociedade. Enquanto essas velhas ideias conservadoras não tiverem resolvida em âmbito social, elas irão retornar.

Publicidade

Afinal, qual é o perigo de ser conversador?  É imoral? Não posso defender meus candidatos conservadores?

Na visão de Nietzsche é um crime, indecente, pequeno, decadente e antinatural. Porque as ideias conservadoras atrasam a sociedade em vários aspectos. Por exemplo,  a discussão do casamento entre pessoas do mesmo sexo. Qual a diferença em sua sua vida, se o seu vizinho dorme com outro homem ou se sua amiga beija outra mulher?

Nenhuma, é claro! Perder tempo em um debate como esse é burro, beira a insanidade mental. Nessa mesma linha conservadora entra a discussão do casamento, da adoção e da aprovação de uma lei para punir o ódio deliberado as comunidades LGBTS.

Talvez você nos lance uma objeção rasa, como constantemente nos fazem na nossa página:

“Nietzsche seria a favor dos direitos homossexuais?” 

É impossível dizer com precisão o que Nietzsche diria sobre nossa sociedade. Talvez ele não diria nada, simplesmente iria rir das brigas idiotas que nós fazemos por coisas fúteis que não agregam nenhum valor. Nietzsche possuía um sensor de humor incrível. Nele havia vários atores, várias vozes, vários pensamentos conforme ele mesmo atesta:

“Eu sou vários, na mesa de minha alma habita-se muitos”

Voltando ao conservadorismo no Brasil, nós separamos um especial  do canal Rede TVT do Youtube para essa discussão ficar mais completa e clara para vocês. Confiram:

Veja a segunda parte desse especial

 

 

 

Comments

comments

2 comments

  1. Interessantíssimo e necessário abrir para esses debates, não podemos deixar o Brasil, um país tão grande e tão diverso, mas mãos desses conservadores corruptos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *