Posted in política

7 “verdades” sobre a política brasileira que muitos não aceitam

7 “verdades” sobre a política brasileira que muitos não aceitam Posted on Dezembro 10, 2017Leave a comment

A política brasileira sempre foi solo fértil para a fabricação de verdades, muito ágil nas passadas de perna, e amplamente eloquente em falsas promessas. Também somos campeões em escândalos, trapaças, falcatruas, demagogias – algo que os cidadãos assimilaram como parte essencial da própria política.

Publicidade

Num contexto de imersão virtual, onde muitos que “habitam” as redes parecem especialistas em Ciência Política, observamos um povo muito carente, em vários aspectos, inclusive de heróis.

Publicidade

Para completar o cenário, estamos passando por um momento de profunda decadência do poder público e dos seus agentes. Nessa perspectiva, é quase inevitável a intensificação de uma espécie de folclore político, com mitos e “verdades”. Até porque somos um povo de muita “fé”!

Por isso não vim aqui trazer novas “verdades”! Proponho simples reflexões críticas. Não é “feio” ler, criticar, rir, concordar e discordar. Então, lets go!

  1. EXISTE ESQUERDA NO BRASIL?

Note que estamos diante de uma interrogação. Para alguns temos esquerda sim! Entretanto, reflita sobre o significado de esquerda e compare com a versão brasileira. Leve em conta na sua reflexão que alguns ícones da esquerda declararam apreço pelo centro e, além do discurso, se “delicie” com as alianças feitas pela tal esquerda brasileira.

  1. EXISTE DIREITA NO BRASIL?

A mesma lógica pode servir de base para uma reflexão sobre a atuação da direita brasileira. Incluindo o fato de que, aparentemente, essa tal direita parece o “quintal” de bancos, multinacionais e dos EUA.

  1. NÃO HOUVE GOLPE?

Jucá – Você tem que ver com seu advogado como é que a gente pode ajudar. (…) Tem que ser política, advogado não encontra (inaudível). Se é político, como é a política? Tem que resolver essa porra… Tem que mudar o governo pra poder estancar essa sangria.

Publicidade

Machado – Rapaz, a solução mais fácil era botar o Michel (Temer).

Jucá – Só o Renan (Calheiros) que está contra essa porra. ‘Porque não gosta do Michel, porque o Michel é Eduardo Cunha’. Gente, esquece o Eduardo Cunha, o Eduardo Cunha está morto, porra.

Machado – É um acordo, botar o Michel, num grande acordo nacional.

Jucá – Com o Supremo, com tudo.

Machado – Com tudo, aí parava tudo.

Jucá – É. Delimitava onde está, pronto.

 

  1. PRIMEIRO A GENTE TIRA A DILMA?

Panelas batendo, ruas tomadas, teve até coreografia e pato gigante para começar uma espécie de “revolução”. Uma mistura de caras-pintadas, “Noite do Expurgo” do filme “Noite de Crime”, vassoura do Jânio Quadros e uma pitada de “caça aos marajás” da Era Collor. Contra a Dilma, contra o PT e que culminou com a manutenção majoritária da “quadrilha”.

  1. LULA E DILMA NÃO SABIAM DE NADA?

Sabemos a partir de grandes investigações, que ainda estão em curso que o esquema de corrupção foi institucionalizado. Dificilmente alguém ali, independente do cargo, não estava ciente do House of Cards bizarro – Made in Brazil – que possui raízes no século passado (e até muito antes disso).

  1. BOLSONARO É MITO?

Chamam de racista, fascista, homofóbico, machista porque não podem chamar o “mito” de corrupto. E será que podemos chamar o cara de competente? Em 26 anos de Congresso foram 2 projetos aprovados.

  1. O ESTADO É LAICO?

Verdade? Símbolos religiosos nas repartições públicas, ensino religioso nas escolas, bancada evangélica no parlamento, celebrações religiosas promovidas pelo Legislativo, isenção de impostos para templos. O que você acha?

PROF MS MARCIO KRAUSS

 

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *