Posted in Análise Filosófica

A Solidão é a Sorte de todos os espíritos excepcionais

A Solidão é a Sorte de todos os espíritos excepcionais Posted on Junho 7, 2018Leave a comment

Hoje nós selecionamos alguns aforismos de Schopenhauer sobre um tema que é muito recorrente em nossos dias: “Como lidar com a solidão?” Embora, o mundo viva uma fase revolucionária, no que diz respeito as novas tecnologias da comunicação e da informação, as pessoas  não têm deixado de se sentirem solitárias a cada dia, mesmo conectada.

Publicidade

Você está online, mas e a sua vida diária, como que é? Você ama a sua solidão ou você não suporta ficar a sós consigo mesmo? Por que a solidão é encarada como algo ruim? Essas são algumas reflexões nós encontraremos nas frases de  Schopenhauer logo abaixo. Confiram.

Publicidade

Quando mais jovem, dizia, “minha tendência era ser sociável, mas depois, aos poucos, adquiri um gosto pela solidão, fui ficando pouco sociável e resolvi me dedicar inteiramente a mim pelo resto dessa vida fugaz.  Schopenhauer

Confira logo abaixo os pensamentos de  Schopenhauer sobre solidão

A solidão é a sorte de todos os espíritos excepcionais.” Schopenhauer. Você é um espírito excelente? (entenda espírito aqui, como uma qualidade inerente ao seu ser, não no sentido metafísico, neoplatônico.

Quem, portanto, não ama a solidão, também não ama a liberdade: apenas quando se está só é que se está livre […] Cada um fugirá, suportará ou amará a solidão na proporção exata do valor da sua personalidade. Pois, na solidão, o indivíduo mesquinho sente toda a sua mesquinhez, o grande espírito, toda a sua grandeza; numa palavra: cada um sente o que é.” Schopenhauer

Publicidade

O que torna as pessoas sociáveis é a sua incapacidade de suportar a solidão e, nela, a si mesmos.” Schopenhauer

 “A solidão concede ao homem intelectualmente superior uma vantagem dupla: primeiro, a de estar só consigo mesmo; segundo, a de não estar com os outros. Esta última será altamente apreciada se pensarmos em quanta coerção, quanto dano e até mesmo quanto perigo toda a convivência social traz consigo.”  Schopenhauer

Gosto da minha solidão, mas você se surpreenderia com o tamanho dela. Sempre quis morrer rápido, pois quem viveu só a vida inteira saberá avaliar melhor esse tema solitário. Em vez de sumir em meio às tolices e bufonerias preparadas para os lastimáveis bípedes humanos, vou terminar feliz, consciente de estar voltando para onde vim […] e de ter cumprido minha missão.  Schopenhauer

Por: O Martelo de Nietzsche.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *