10 Filmes sobre o vazio existencial e solidão que você precisa conhecer

Nós sabemos que o conceito de vazio existencial  abrange a carência humana com relação a um sentido para a vida. C Na filosofia muitos pensadores chamam de a “doença da alma”, alguns dos sintomas da problemática são a sensação de desamparo, angústia profunda e tédio.

Publicidade

A causa está, também, relacionada a ausência de objetivo na vida,  alguns dizem que também é devido a ausência de fé, tanto a uma suposta entidade superior como pelas coisas que a vida pode oferecer.

Selecionamos abaixo alguns filmes que abordam tanto o conceito de vazio existencial, como também, a solidão e o seu impacto no cotidiano.

O Cavalo de Turim

Direção: Bela Tarr
País: Hungria
Nome Original: A Torinói ló

Esse filme é considerado um clássico. O enredo ocorre em Turim, 3 de Janeiro de 1889. Nietzsche sai de casa. Ali perto um camponês luta com a teimosia do seu cavalo, que se recusa a obedecer. O homem perde a paciência e começa a chicotear o animal. Conta-se que Nietzsche aproxima-se e tenta impedir a brutalidade dos golpes com o seu próprio corpo. Naquele momento perde os sentidos e é levado para casa onde permanece em silêncio por dois dias. A partir daquele trágico evento Nietzsche nunca mais recuperará a razão, ficando aos cuidados da sua mãe e irmãs até ao dia da sua morte, a 25 de Agosto de 1900. Partindo deste episódio, o filme tenta recriar o percurso do camponês, da sua filha, do velho cavalo doente e a sua existência miserável.

Certo Agora, Errado Antes

Diretor: Hong Sang-soo
País: Coreia do Sul
Ano: 2015
Nome Original: Right now, wrong then

O diretor de cinema Ham Chunsu por um pequeno equívoco chega à cidade de Suwon um dia antes de uma sessão seguida de debate de um de seus filmes. Com tempo livre, ele visita um antigo e restaurado palácio, onde conhece a artista plástica Yoon Heejung. Juntos eles visitam o estúdio da pintora, comem sushi no jantar, bebem soju com os amigos dela e veem crescer a intimidade e interesse ao longo do dia.

 Solitária

Filme: Solitária | Diretor: Thomas Durchschlag | Ano: 2004 | Tempo: 88 minutos | País de Origem: Alemanha.

Esse filme  conta a história de Maria ( interpretada por Lavinia Wilson) uma estudante da Universidade de Essen, na Alemanha, vivendo e trabalhando em um ambiente cinzento, desagradável e anônimo. Ela é marcada pelo excesso de sexo, drogas e álcool. Maria sofre da Síndrome de Boderline, um sério distúrbio psíquico. O filme é simplesmente cativante, seja pela interpretação de Lavinia Wilson, e claro, pelo excelente enredo.

A Influência

Filme: A Influência | Diretor: Pedro Aguilera | Ano: 2007 | Tempo:84 minutos | País de Origem: Espanha | Título Original: La Influencia

Uma mulher totalmente desorientada e frágil é cercada por problemas da vida cotidiana. Bens tomados, sua loja de cosméticos fechada e o futuro de seus dois filhos incerto. A vitalidade das crianças contrasta com a apatia de sua mãe, que lentamente afunda em uma profunda depressão. Ao ver que ela não tem maturidade e força para enfrentar todos esses problemas, as crianças precisam seguir adiante. Às vezes as mudanças são lentas e sutis, outras mais nítidas, mas, inevitavelmente, tudo se transforma.

Wall-E (2008, de Andrew Stanton)

Esse é o meu preferido. Após entulhar a Terra de lixo e poluir a atmosfera com gases tóxicos, a humanidade deixou o planeta e passou a viver em uma gigantesca nave. O plano era que o retiro durasse alguns poucos anos, com robôs sendo deixados para limpar o planeta.

Publicidade

Wall-E é o último destes robôs, que se mantém em funcionamento graças ao auto-conserto de suas peças. Sua vida consiste em compactar o lixo existente no planeta, que forma torres maiores que arranha-céus, e colecionar objetos curiosos que encontra ao realizar seu trabalho.

Finalmente repentinamente surge uma nave, que traz um novo e moderno robô: Eva. A princípio curioso, Wall-E logo se apaixona pela recém-chegada.

Náufrago (2000, de Robert Zemeckis)

Simplesmente impactante! Chuck Noland ( interpretado por Tom Hanks) um inspetor da Federal Express (FedEx), multinacional encarregada de enviar cargas e correspondências, que tem por função checar vários escritórios da empresa pelo planeta. Porém, em uma de suas costumeiras viagens ocorre um acidente, que o deixa preso em uma ilha completamente deserta por 4 anos.

O Operário (2004, de Brad Anderson)

Outro excelente filme. A última vez em que Trevor Reznik (Christian Bale) dormiu foi há um ano, sendo que desde então o cansaço vem destruindo progressivamente sua saúde física e mental.

Ele trabalha numa fábrica operando maquinário pesado, e faz de tudo para manter seu emprego. Envergonhado por causa de seu problema, Trevor isola-se cada vez mais, tornando-se paranoico.

Depois de se envolver em um acidente no trabalho em que um homem perde um braço, Trevor começa a crer que seus colegas estão conspirando para demiti-lo. Ele precisará lutar não apenas para se manter no cargo, mas também para manter a sanidade.

Ela (2013, de Spike Jonze)

Deprimente, mas muito interessante. Em um futuro próximo na cidade de Los Angeles, Theodore Twombly (Joaquin Phoenix) é um homem complexo e emotivo que trabalha escrevendo cartas pessoais e tocantes para outras pessoas.

Com o coração partido após o final de um relacionamento, ele começa a ficar intrigado com um novo e avançado sistema operacional que promete ser uma entidade intuitiva e única.

Ao iniciá-lo, ele tem o prazer de conhecer “Samantha”, uma voz feminina perspicaz, sensível e surpreendentemente engraçada. A medida em que as necessidades dela aumentam junto com as dele, a amizade dos dois se aprofunda em um eventual amor um pelo outro.

Mary and Max (2009, de Adam Elliot)

Esse filme eu coloquei na minha lista, ainda não tive tempo para começar a vê-lo.Uma história de amizade entre duas pessoas muito diferentes: Mary Dinkle, uma menina gordinha e solitária, de oito anos, que vive nos subúrbios de Melbourne, e Max Horovitz, um homem de 44 anos, obeso e judeu que vive com Síndrome de Asperger no caos de Nova York.

Alcançando 20 anos e 2 continentes, a amizade de Mary e Max sobrevive muito além dos altos e baixos da vida. O filme é uma viagem que explora a amizade, o autismo, o alcoolismo, de onde vêm os bebês, a obesidade, a cleptomania, a diferença sexual, a confiança, diferenças religiosas e muito mais.

Aquário (2009, de Andrea Arnold)

E por fim, indicamos  o Aquário. Fish Tank conta a historia de Mia (Katie Jarvis), uma garota de 15 anos, que vive com sua mãe (Kierston Wareing) e irmã nos subúrbios da Inglaterra. Excluída da escola e desprezada por seus amigos, a vida de Mia muda quando ela conhece Connor (Michael Fassbender), o novo namorado de sua mãe.

Você consegue baixar esses filmes clicando neste link ou procure no Youtube, muitos deles estão disponíveis.

Gostou? Compartilhe! Tem algum filme que você indicaria ? Deixe nos comentários.

Por: O Martelo de Nietzsche.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *