Solidão: a verdade por trás de seu medo de ficar sozinho

Solidão: a verdade por trás de seu medo de ficar sozinho

Setembro 12, 2018 0 Por admin

Aprenda o seu caminho em torno da solidão. Faça um mapa dele. Sente-se com isso, pelo menos uma vez na sua vida. Bem-vindo à experiência humana. Mas nunca mais use o corpo ou as emoções de outra pessoa como um poste para seus próprios anseios não realizados. ”
– Elizabeth Gilbert , ande, medite, ame-se. 

A APAL, associação de psiquiatria do Brasil está engajada em uma campanha de prevenção ao suicídio. Uma doença que mata. A cada 45 minutos uma pessoa comete suicídio no Brasil, conforme as últimas pesquisas.  Hoje nós queremos abordar mais uma vez esse tema que é tão recorrente : como lidar com a solidão?

Existem tantos aplicativos nos dias de hoje que podem ser usados ​​para combater a sensação horrível de estar sozinho, mas na minha opinião, o sentimento de solidão em si não é horrível, mas o significado que damos a ele. Acredito que a solidão decorre do medo de estar sozinho, de estar consigo mesmo, do seu verdadeiro eu.É fácil identificar-se com a pessoa que todos vêem em você, mas quando você está sozinho, quem é você? Quando você está sozinho como você enfrenta seus monstros? Sartre dizia que se está sozinho e não se sente bem é porque está em má companhia. 

Qual é o seu verdadeiro medo? Seus pensamentos obscuros? Sua fraqueza?

De forma geral, nós temos medo de descobrir que não somos suficientemente bons, suficientemente fortes, suficientemente bonitos ou capazes o suficiente.

Esse medo é tão aterrador que faríamos quase qualquer coisa para não sentir, inclusive sair com pessoas que talvez não nos façam bem algum.Alguns podem pensar que é melhor gastar seu tempo fazendo algo que não lhes traga alegria, mas é melhor do que estar sozinho. Além disso, essa solidão pode nos manter em relacionamento tóxico, nada romântico; onde o sentimento predominante é o apego e a preocupação, onde as pessoas não são felizes, mas seguem o fluxo ou se contentam porque “provavelmente não há nada melhor lá fora de qualquer maneira”.

Na verdade, estamos com medo de que alguém mais nos veja e eles não nos aceitem, porque é que eles iriam?Nós sabemos o que realmente sentimos por dentro e sabemos o quanto estamos quebrados.A maioria de nós aceita um relacionamento confortável, que geralmente se torna uma parceria entre comprar uma casa e criar filhos, enquanto um ou ambos sentem a necessidade de sair do relacionamento para satisfazer todas as suas necessidades.

O fato de que a taxa de divórcio está ficando cada vez maior é porque ela se tornou aceita hoje em dia, mas isso não significa que os relacionamentos até 30 anos atrás fossem mais felizes.Eu costumava fazer a pergunta: você acha melhor ficar em um relacionamento tóxico ou divorciar-se?Eu diria a opção número 3, tendo um relacionamento amoroso, significativo e honesto, onde o amor só cresce para o resto da vida. A única razão pela qual estamos nos acomodando nas duas primeiras opções e não continuamos procurando o número 3 é que simplesmente não sabemos nada melhor. A prisão da rotina impede de procurarmos o novo. 

Quando um relacionamento só continua por causa do hábito, do apego e do medo da perda, por que esperamos que eles se sintam bem?Porque não sabemos nada melhor. Eu nunca estudei isso na escola, provavelmente você também não, mas quando você se esquece de amar a si mesmo, não pode amar outra pessoa. É algo que vem de dentro de você, então como você poderia dar algo para outra pessoa se você não tem isso para si mesmo?Eu sei que algumas pessoas desejam que isso não seja verdade, porque elas não sentem muito sobre si mesmas.

Tudo o que você acha que fez, perdoe a si mesmo.

Não há nada pior do que estar separado do que é, de fato, sua verdadeira natureza. Quando o perdão começar, a cura começará também. Não fuja e não tenha medo, você não está sozinho e nunca esteve. Você é o seu bem e o seu mal, supere seus medos e busca uma saída para as barreiras que sua mente cria.

Por: O Martelo de Nietzsche.

Leitura complementar:  10 Filmes sobre o vazio existencial e solidão que você precisa conhecer