7 Verdades sobre o amor que você precisa saber para não sofrer de desilusão amorosa

7 Verdades sobre o amor que você precisa saber para não sofrer de desilusão amorosa

Dezembro 4, 2018 4 Por admin

O jardim do amor é verde sem limite e produz muitos frutos além da tristeza e da alegria.~ RUMI

Você já se perguntou por que todo ser humano neste mundo quer amar e ser amado? Por que todo ser humano quer ter amor em suas vidas e porque, não importa quantas vezes caiam e se machuquem em nome do amor, as pessoas continuam a desejar amor?

O que existe no amor que o torna tão desejável? O que há no amor que parece que nunca conseguimos o suficiente? 

DH Lawrence estava certo ao afirmar que: “aqueles que procuram amor apenas manifestam sua própria falta de amor, e os que não têm amor nunca encontram o amor, apenas os que amam encontram o amor e nunca precisam procurá-lo”.

 Desde que voltei de Porto Seguro -BA para trabalhar em meu primeiro livro, passei muito tempo sozinho comigo mesmo, refletindo, contemplando, meditando e me conectando com o meu eu maior em um nível mais profundo para não sofrer por amor. 
Eu gosto de fazer isso. Eu gosto de cavar fundo dentro de mim porque acredito que todas as coisas que tão desesperadamente buscamos fora de nós mesmos podem ser encontradas em abundância dentro de nós mesmos. Como resultado, comecei a falar muito mais comigo mesmo (sim, pode parecer bizarrice, mas funciona comigo), comecei a conversar com a Inteligência Infinita que sustenta esse mundo em que todos nós vivemos, o motor primário de todas as coisas, não sei o que é.

“Aquele que ama não anda nas trevas.” ~ Platão

O amor danoso e o mais perigoso

Será que existe um tipo de amor prejudicial para as nossas vidas? Será que o que eu sinto por alguém pode ferir e trazer sofrimento? A resposta direta é sim, é possível que o seu sentimento seja prejudicial desde que, você ame sem ser correspondido, e por sua vez, você insista em querer que o outro te ame da mesma forma, e pior, transforme o amor que sente por uma obsessão.

É preciso olhar para o amor como um estado sublime temporário, pois nós mudamos constantemente. O amor irracional é aquele desejo pelo outro sem a devida reciprocidade.

O amor acaba.

Sim, o amor acaba, porque nós somos seres finitos, Buda dizia que nós nascemos para morrer, conhecemos pessoas para nos despedirmos dela, é o ciclo da vida, começos e términos. Não tem para onde fugir. O que fazer com esse curto intervalo que nos resta? Fernando Pessoa nos dá uma pista poética: “que seja eterno enquanto dure”. Essa ideia vai de encontro a ideia de carpe diem, aproveite o momento e viva o agora. Faça desse momento uma oportunidade incrível!

O amor machuca.

Quando falo que o amor machuca, estou me referindo ao fato inevitável que virá em sua vida, por meio de uma relação amorosa. Infinitas situações poderão acontecer com você quando estiver se relacionando com alguém que você ame. Se você quer amar, esteja preparado também para sofrer.

Quem ama dá espaço de liberdade

Se você ama alguém dê a ela infinito espaço para ser livre. Ninguém pertence a ninguém. Ser amado, como diria Bukowski, é ter uma tremenda sorte, pois nós não nascemos com obrigação de amar ninguém, a construção do amor romântico foi desenvolvido e vendido para humanidade. Amor que possui não é amor é tirania. Você não pode obrigar ninguém a ser fiel a você, pois afinal, você também não tem obrigação de fidelidade amorosa com ninguém.

Amor e relacionamento.

O relacionamento existe porque o amor não está presente. O amor não é um relacionamento.
O amor se relaciona, mas não é um relacionamento. Relacionamento é algo acabado. Relacionamento é um substantivo; o ponto final chegou, a lua de mel acabou.
Agora não há alegria, não há entusiasmo, agora tudo está acabado.

Você pode continuar o relacionamento apenas para manter suas promessas.
Pode levá-lo avante porque é confortável, conveniente, cômodo. Pode levá-lo avante porque não há nada mais a fazer. Pode levá-lo avante porque se o romper, isso vai lhe trazer muitos problemas.

Relacionamento significa algo completo, acabado, fechado. O amor nunca é um relacionamento: amor é relacionar-se – é sempre um rio fluindo, interminável. – Osho.

Amor e ilusão

Quando olho para a literatura, encontro muita abundância de idealismo sobre o amor, em Nietzsche, encontro para além das críticas do amor ilusório, encontro um homem doce, sensível e completamente apaixonado pela vida, mesmo com todas as suas circunstâncias desagradáveis. Nietzsche diz:

Se houver amor em sua vida, isso pode compensar muitas coisas que lhe fazem falta. Caso contrário, não importa o quanto tiver, nunca será o suficiente.

O amor liberta

O amor é uma oportunidade de nos tornamos mais humanos, mais sensíveis com a dor do próximo. Ele faz com que criemos empatia, e nos elevemos. O amor é uma dádiva propiciadora para nos libertar dos nossos próprios grilhões.

O que amor significa para você? Por que você acha que todos nós buscamos amor e desejo de amar e ser amados? Eu realmente quero saber quais são seus pensamentos sobre isso. Você pode compartilhar suas ideias juntando-se à conversa na seção de comentários abaixo 🙂

Por: Wanderson Dutch.