Estudo revela que beber cerveja pode prevenir contra doenças como Alzheimer ou demência

agosto 9, 2019 Off Por O Martelo de Nietzsche

Quando lemos esse tipo de notícia a primeira coisa que pensamos é: será que isso é verdade? Sim é verdade, mas tome cuidado, o excesso  de bebida alcoólica provoca sérios problemas para a saúde.

Ao contrário do que se pensa, a demência intelectual não se combate apenas por meio de leituras exaustivas,  ou por meio de toses cavalares de remédios, é preciso ter uma alimentação correta para que o nosso cérebro funcione melhor .

O Alzheimer e a demência, doenças que afetam a velhice, podem ser combatidas com o consumo de frutos vermelhos, frutos secos e até mesmo o álcool, foi o que a pesquisa alemã concluiu. Claro, de maneira controlada.

Uma pesquisa alemã do Instituto Central de Saúde Mental de Mannheim publicado em março, diz que há fortes evidências que indicam que as bebidas contendo álcool, se consumidas moderadamente, pode reduzir o risco de desenvolver alguma demência e doença de Alzheimer diária.

Saiba como foi realizada a pesquisa. 

A Pesquisa foi realizada na Alemanha durante três anos, de maneira periódica, com o total de 3.327 . As pessoas com 65 anos ou mais  foram entrevistadas. No início do estudo, 3.202 pessoas não apresentavam sinal de demência.

No início do estudo, cerca de metade dos participantes não bebem álcool, quarta consumiam menos de um drinque por dia, 13% bebiam uma ou duas xícaras por dia e 12% bebiam mais de dois copos por dia. O uso mais comum era o vinho, seguido por cerveja e bebida misturada.

No final do estudo, verificou-se que 7% dos participantes desenvolveram demência e 3,5% tinham doença de Alzheimer.

Em participantes que tiveram ligeira a moderada consumo de álcool estão ligadas uma menor incidência de demência e doença de Alzheimer, observando que beber excessivamente pode causar, entre outras doenças 10% de todos os casos de demência.

Para leitura de outras pesquisas feitas aqui no Brasil, clique aqui.

Fonte de pesquisa para matéria: revistagalileu.globo.com e /www.bbc.com.