Jean Wyllys é convidado para ser professor em Havard(EUA)

setembro 10, 2019 Off Por O Martelo de Nietzsche

Auto-exilado na Europa por conta das ameaças que vinha sofrendo no Brasil, o ex-deputado assumirá uma cadeira de professor em uma das universidades mais importantes do mundo

Ele é totalmente odiado por Bolsonarista e outros setores conservadores do país. Seja por sua postura considerada extremista de esquerda ou por suas declarações e comportamentos quando atuava na câmera dos deputados. O jornalista, historiador e ex-deputado federal Jean Wyllys, dará início a uma nova etapa profissional. Ele assumirá o posto de professor na Universidade de Harvard, uma das mais importantes dos Estados Unidos. Jean vai lecionar no Afro-Latin Research Institute.

O Instituto de Pesquisas Afro-Latino (nome em português) é a primeira instituição nos EUA a se dedicar à história e cultura de pessoas descendentes de africanos na América Latina e Caribe.

JEAN foi uma das maiores vítimas das fake news no Brasil. Primeiro parlamentar homossexual a defender a causa LGBT, ele foi associado a absurdos como o incentivo a pedofilia e ao incesto. Passou a ser alvo de agressões verbais e físicas nas ruas e até dentro da Câmara dos Deputados.

Ele passou a conviver com ameaças de morte anônimas. Uma investigação da Polícia Federal levou à prisão de um dos autores. No entanto, o gabinete do parlamentar continuava a receber ameaças à integridade dele e da família.

Conforme ampla divulgação na mídia, logo depois das eleições de 2018, ele decidiu deixar o Brasil e buscou abrigo inicialmente na Europa. Nos últimos meses, estava residindo em Berlim, Alemanha.

O curso em Harvard conta com o apoio da Open Society, fundo de investidores beneméritos e que impulsiona projetos de justiça social pelo mundo.

Por: Redação do Martelo

Fonte: Instagram Oficial do ex-deputado, com confirmação oficial de Havard.