Assessor de Bolsonaro diz que Coringa é o retrato de um mundo “esquerdista sem Deus”

outubro 8, 2019 Off Por O Martelo de Nietzsche

Eu já fui ao cinema e ainda estou em choque com tamanha excelência desta verdadeira obra de arte. Mas há quem fique realmente aborrecido pelo fato de a produção tratar temas delicados com tamanha intensidade.

O comentário pejorativo foi feito no último domingo, 6. O assessor de Bolsonaro para Assuntos Internacionais, Filipe Martins, atacou o novo Coringa, dirigido por Todd Phillips.

No Twitter, o pseudo-analista político revelou suas impressões sobre o filme, dizendo que ele demonstra o que a anomia social e o “ressentimento esquerdista” são capazes de fazer com uma “mente perturbada.”

Martins também escreveu que Joker é “um retrato desesperador das consequências do mundo sem Deus, sem propósito, sem transcendência e sem redenção que a geração de maio de 1968 tentou criar.”

Ele foi muito criticado nas redes sociais pelo comentário idiota, ele comenta novamente :  filme é muito bem feito da perspectiva artística e a atuação do Joaquin Phoenix é genial, mas o desconforto e a agonia que ele causa no telespectador lembram o incômodo e a aflição causados pelos filmes niilistas do Harmony Korine.”