5 filmes cults com abordagem psicológica que não vão sair da sua cabeça

5 filmes cults com abordagem psicológica que não vão sair da sua cabeça

Uma lista de 5 filmes cults com abordagem e teorias psciológicas que definitivamente não vão sair da sua cabeça.

Dogville (2003)

Dogville é extremamente perturbador, autêntico e surpreendentemente fascinante. Úm filme de Lars von Trier, com Nicole Kidman.

O longa se destaca pelo cenário teatral, minimalista, nos isolando num misto de ficção explícita e ainda assim absurdamente real. A própria “estrutura” dessa obra de arte é parte do que o torna excepcional, não se limitando a meramente algo diferente e interessante, mas como uma excelente peça de design, parte integrante da crítica, contextualizando e ressaltando a característica dicotômica em que nos encontramos: “assistindo” (ou minimamente sabendo que está acontecendo) sem fazer nada.

Sonata de Outono (1978)

O filme de Igman Bergman é um como experimentar um ruído ínfimo, imperceptível, mas que progressivamente se torna ensurdecedor. Sobre tudo que jaz escondido por baixo das falas, ações, e de toda uma relação entre mãe e filha.

Persona (1966)

Um clássico drama psicológico de Igman Bergman. A história se desdobra entre duas personagens, uma atriz famosa que repentinamente para de falar e a pessoa responsável por seus cuidados particulares. A enfermeira ao tomar a atriz por sua confidente, mas obviamente “falando sozinha”, começa a não conseguir a sua identidade daquela que recebe seus cuidados.

Melancolia (2011)

Melancolia é uma obra do diretor Lars von Trier, que mais uma vez reforça a temática explítica do filme através da projeção da subjetividade numa forma dramática e imagética.

Um filme sobre depressão, niilismo e o abismo que “pessoas normais” são capazes de experimentar sem que ninguém do lado de fora seja sequer capaz de realizar a profundidade do que é vivenciado.

Laranja Mecânica (1971)

Não podia deixar uma lista sobre filmes cults com abordagem psicológica passar sem o gênio Stanley Kubrick e essa obra perturbadora e fascinante, cujo nome todos já conhecem: Laranja Mecânica.

O filme mexe com uma teoria psicológoca do behaviorismo, que no filme se apresenta sendo testada em cães, para criar um “reflexo condicionado” a “estímulos incondicionados”, entre outras complexidades.

Definitivamente é um filme imprescindível para todos que tem um interesse mais profundo e até clínico, não só na história da psicologia, mas nas prória psiquê humana.

Estes são os 5 filmes cults com abordagem psicológica que não vão sair da sua cabeça.

Para outras recomendações de filmes e séries, clique aqui.

por Rafael Jordão.

Comentários (1)

  1. 7 filmes instigantes que exploram estados alterados de consciência – O Martelo de Nietzsche

    […] Recomendo: 5 filmes cults com abordagem psicológica que não vão sair da sua cabeça. […]

Deixe uma Resposta