Quem foi Haile Selassie e qual a sua importância na história?

Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra.

Haile Selassie

Sem nenhum medo de errar, ou até mesmo fazer algum exagero com uma figura histórica, nós podemos dizer que Haile Selassie é uma figura crucial na história da Etiópia e da África. É considerado um símbolo religioso, o Deus encarnado, entre os adeptos do movimento rastafári, que contava com cerca de seiscentos mil a oitocentos mil adeptos (praticantes) a nível mundial em 2005..

A imagem de Haile Selassie ganhou um lugar de destaque ao lado do prédio de US$ 200 milhões em reconhecimento ao seu papel no estabelecimento da instituição antecessora, a Organização da Unidade Africana (OAU, na sigla em inglês). Ambas tinham como objetivo promover a integração entre os países do continente africano.

A Etiópia – que nunca foi colonizada, embora tenha sido submetida a uma ocupação militar de cinco anos pela Itália de Mussolini – serviu como símbolo da independência africana durante todo o período colonial.

Nos anos 1960, outros países estavam finalmente ganhando independência, e essa era uma chance de unir as nações para lutar contra a colonização e o domínio da minoria branca, enquanto também coordenavam esforços para elevar seus padrões de vida e defender sua soberania.

“Que esta convenção de união dure 1.000 anos”, disse Haile Selassie, que passou um ano preparando a cidade para a reunião.

Quem foi Haile Selassie? Os discursos do imperador da Etiópia

Ele nasceu Tafari, depois tornou-se Ras (príncipe) Tafari e, quando foi coroado imperador da Etiópia em 1930, mudou o seu nome para Haile Selassie.

Seu governo ficou conhecido, por um lado, pela modernização do país e, por outro, pela autoridade exagerada que exercia sobre a política do país. Um dos seus principais feitos foi a coparticipação na criação da Organização da Unidade Africana, um órgão que uniu quase todos os países africanos a fim de enfrentar o colonialismo que dominava o continente na década de 1960.

Um dos discursos mais famosos de Haile Selassie foi o que fez na Liga das Nações (futura ONU) em 1936, pouco antes de eclodir a Segunda Guerra Mundial. A organização internacional procurava assegurar a paz no mundo.

A fala do imperador na ocasião inspirou a canção que ficou famosa na voz do cantor de reggae jamaicano Bob Marley no ano de 1976: War. Vejam que tocante o discurso do líder etíope:

Enquanto a cor da pele de uma pessoa não for mais importante que a cor dos seus olhos; enquanto não forem garantidos a todos por igual os direitos humanos básicos, sem olhar a raças, até esse dia, os sonhos de paz duradoura, cidadania mundial e governo de uma moral internacional irão continuar a ser uma ilusão fugaz, a ser perseguida mas nunca alcançada. […] Enquanto todos os africanos não se levantarem e falarem como seres livres, iguais aos olhos de todos os homens como são no Céu, até esse dia, o continente africano não conhecerá a paz.

Frses de Haile Selassie

Deixe uma Resposta